O Golpe do Crédito Liberado


Desde o início da pandemia, multiplicaram-se os golpes pela internet, especialmente aqueles que fazem uso de aplicativos de mensagens instantâneas.

O mais comum deles é aquele no qual o estelionatário "informa" que há um crédito liberado, com taxas de juros muito boas. 

Entretanto, na hora de transferir o dinheiro para o contratante, o criminosos afirma que o "score" do cliente está baixo e que, portanto, ele deve pagar um determinado valor para elevar sua posição no ranking.

Se o cliente paga, ele segue pedindo valores adicionais para a liberação do crédito desejado, a título de pagamento de IOF, CET etc.

Como a pessoa já pagou uma determinada quantia e os malandros afirmam que a "quebra de contrato" gera multa, a vítima é levada a pagar os valores adicionais, na expectativa de receber o crédito prometido.

Aí que mora o perigo: NÃO HÁ CRÉDITO A SER LIBERADO, nem nunca houve!

Esse é o golpe que está pegando centenas de pessoas.

Para falar com um advogado sobre a possibilidade de recuperar o dinheiro perdido e ainda buscar reparação por danos morais, clique no botão abaixo.